Giovanna Ewbank conta como descobriu endometriose

Giovanna Ewbank conta como descobriu endometriose

Giovanna Ewbank atriz e apresentadora passou por cirurgia para tratar a doença que atinge de 10 a 15% das mulheres em idade reprodutiva!

Complicações durante a relação sexual não é normal e podem indicar diversos problemas na saúde.

Giovanna Ewbank, atriz e youtuber  convidou o marido, Bruno Gagliasso, e a especialista em sexualidade Cátia Damasceno para falarem sobre a vida sexual em seu canal no YouTube, o “GIOH

Na conversa, a apresentadora Giovanna Ewbank perguntou para médica se era normal sentir dores ao fazer sexo.

A sexóloga prontamente respondeu que não é algo normal e exige acompanhamento médico. Então, Giovanna contou que já sofreu com dores durante a relação sexual causada por endometriose.

“Eu tive que operar de endometriose. Teve uma época que eu estava sentindo muito desconforto. Parecia que as coisas não se encaixavam. Aí eu procurei um ginecologista, operei e hoje eu estou ótima”, revelou Giovanna.

A sexóloga Cátia Damasceno elogiou a atitude da atriz.

“Olha que legal, você se sentiu desconfortável com aquilo, conversou com o seu parceiro, teve o apoio e foi atrás de um médico. É isso.

Tem muita gente que fica sofrendo calada e que acha que aquela dor é normal e faz parte, e não é.

O sexo tem que ser bom, gostoso, prazeroso. Se incomodou, doeu ou ardeu, tem alguma coisa errada”, completou.

O que é endometriose?

A endometriose é uma condição na qual o tecido que reveste a parede interna do útero (endométrio) cresce em outras regiões do corpo, causando dor, sangramento irregular e possível infertilidade.

Essa formação de tecido normalmente ocorre na região pélvica, nos ovários, no intestino, no reto, na bexiga e na pélvis.

A Endometriose atinge de 10 a 15% das mulheres em idade reprodutiva, segundo dados da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia.

Os sintomas principais da endometriose são as cólicas menstruais que não melhoram com medicação habitual, dores na relação sexual e sintomas urinários e intestinais como dor ao evacuar e sangramento.

Por isso é importante fazer o acompanhamento com o ginecologista e ficar atento aos fatores que podem favorecer a doença.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.